sábado, 23 de maio de 2009

Cuide de você; eu sei me virar.

E aqui vamos nós...
Por que será que as pessoas avarentas, incompletas, sínicas, mascaradas, medíocres, etecetara e tal, sentem inveja da melhora na vida alheia? Acho que já adjetivei.
Essa falta de capacidade de ser feliz, está matando e destruindo vida de pessoas. Será que não pensam que, sentir "desprezo", ódio, desejar que as pessoas caiam, assim como elas caíram e ainda não conseguiram um método pra reerguece, só está levando-as para o mais fundo desprezo de suas próprias almas? Essa lambança humana me deixa nos nervos. Vou mentir em dizer que eu nunca senti uma pontada de inveja ou não tenha desejado que alguém tropeçasse e caísse de cara no chão. Que coisa feia, não? Mas, eu lembro que eu tenho uma qualidade que aquela outra pessoa não tem e vice-versa. Esse tipo de picaretagem, de querer ser melhor do que os outros só nos leva a nossa própria vergonha; seja por causa de amigos, desconhecidos, namorados, amantes. Todos nós somos feitos da mesma matéria-podre. Eu já disse isso aqui uma vez; mas as pessoas insistem em querer me ver mal. Essas menininha esguias que existem por aí, sabe? Essas coisas me dão 'pena', é triste sentir pena de alguém. Quem sabe da minha vida, das minhas coisas, dos meus sintimentos, sou eu. E sinceramente, no monento não tô ligando pra o que vocês pensam ou deixam de pensar, eu tenho uma vida pra cuidar.
Os meus dias de glórias estão chegando; meus dias de quedas também. Mas como estou cuidando da minha vida e trilhando meus passos, eu saberei como levantar. E você? Deve ter perdido tempo demais preocupando-se com a vida alheia.

Só isso. Eu precisava falar.
Um beijo e cuide de você; eu sei me virar.

2 comentários:

  1. Nossa, se isso foi direcionado à alguém, que feio... mas que dó desse alguém.
    De qualquer forma entendo.

    Eu adorei sua cor.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Eu também sei me virar (se vira)

    ResponderExcluir

Diga-me você...