segunda-feira, 9 de novembro de 2009

tão doce

Aquelas lágrimas nos meus olhos de menina inchados, refletiam o futuro de nós. Desse outro olhar que me fitava. Eu via a chama, pulsando, sobre o coração ardente. Aqueles dedos, macios, deslizando em minha face; os teus. Teu olhar que acompanhava cada partícula de célula que existe em mim. Tua voz num suave doce. E de repente, encostas teus lábios doces nos meus. Me senti tal qual no primeiro beijo. E foi assim, e é esse eu em você que quero sentir. Numa noite calma. De mim e de ti.

9 comentários:

  1. tão doce o amor, tão amargo o sexo pq de dia tudo se acabou

    ResponderExcluir
  2. Que liiiiindo! *-*
    Adorei o blog!
    Tô seguindo! :)

    ResponderExcluir
  3. O amor na forma de calma

    amei este textinho teu,flor :**

    ResponderExcluir
  4. *Pausa para suspiros*

    Aiai, ainda sinto uma coisa dessas! :)

    Beijo, Nara.

    ResponderExcluir
  5. De vocês!
    Me identifiquei MUITO, liiiiiindo Narinha, lindo demais!

    ResponderExcluir
  6. tão lindo, tão romântico, arrepiante.
    e muito bem escrito.

    ResponderExcluir
  7. É, também preciso sentir esse "eu em você".
    Um beijo

    ResponderExcluir

Diga-me você...