quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Melancolia aos tragos



Os olhos eram vazios e sujos de rímeo borrado. No lugar do batom vermelho estava a matéria do álcool e nicotina. Fumara a noite inteira, entrando na vasta madrugada, fumou para tragar sua dor, pois, esta estava tão violenta. Sentia-se vazia como o copo de whisky ao seu lado. Não sabia há quanto tempo estava ali, desmanchando-se em pieguices e cantarolando em voz falha, "I love you so much, it's not enough, you love blow and I love puff"¹. Entre uma lágrima amarga e uma tragada adocicada com bebida, assumia-se uma mulher fraca e covarde. Uma mulher que sentia seu ego ferido e que era blasé. Sentiu vontade de entregar os pontos e se desmanchar ali mesmo, mas queria sentir até a última gota... de bebida de preferência. Naquele momento as paredes eram suas amantes: manchadas e vazias. Dormiu... e amanheceu com uma p*ta dor de cabeça.

"And life is a pipe, and I'm a tinny penny rolling up the walls inside" ²

¹- Te amo tanto, isso não é suficiente, você ama 'aspirar' e eu amo 'tragar'.
²- E a vida é um cano, e eu sou um minusculo centavo rolando parede adentro.
[Back to black-Amy Winehouse]

9 comentários:

  1. Profundo. Triste. Gostay *-*'
    Beeijos ;*
    P.s.: não, eu não sou normal :D

    ResponderExcluir
  2. por isso me trago, por isso ofereço um trago. por isso trago

    ResponderExcluir
  3. Profundérrimo Flor.
    *_______*
    Adoro!
    Beijos imensos á voce :*

    ResponderExcluir
  4. Afundou-se dentro e fora do copo e do corpo.

    Amy, a diva quase decadente.

    ResponderExcluir
  5. mas sempre haverá uma outra ultima gota ...

    ResponderExcluir
  6. ain flooor .
    Bgaada pelo carinho sempre *______*

    bjos muuuito grandes

    ResponderExcluir
  7. Lindo.
    Não acho que seja fraqueza, mas sim humanidade.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Diga-me você...