sábado, 2 de janeiro de 2010

O tambor do peito

Como disse o amigo L., respirei e ouvi apenas o pulsar do peito. Nesses prematuros dias do ano resolvi parar pra escutar apenas o pulsar silencioso de minha alma. Ela está calorosa e um tanto inquieta. Eu tenho pensado sobre as coisas que ando cultivando ao longo dos anos e vendo o quanto nada disso me vale a pena. Eu preciso de mais. De mais vontade, mais determinação, mais ousadia, mais querer, mais eu. Resolvi também que este ano não será de metas -como as que faço todos os anos e não cumpro nem a metade-, este ano será de viver. De realizações surpreendente. De vitórias inusitadas. Quero a superação de minhas expectativas e a alegria no corpo ao padecer. Quero a inundação do que é prazeroso. O sumo daquilo que deixa a alma leve pra dançar com o corpo em sintonia com a esperança. O sorriso nos lábios de quem amo. Que eu possa levar esse mesmo sorriso a quem precise. Quero ir além. E que eu não deixe nada pelo caminho além de aprendizado. O meu coração pulsa pelo desejo de viver. Desejo esse que faz aquecer as entranhas e libertar a alma. Abraçando a liberdade de ser, de desejar, de colher, de amar, de ter, de ir, de não ter medo de olhar além do horizonte, de dançar na chuva, de ficar horas debaixo de uma árvore, de rir em excesso, de fazer alguém feliz, de chorar sem vergonha e, principalmente, de começar.

5 comentários:

  1. Eu nunca cumpro nada, então esse ano não tenho nenhuma meta, sinceramente nem parei pra pensar em uma, a vida acontece, é só correr atrás que cada um consegue o que merece. Feliz 2010 BjBj (:

    ResponderExcluir
  2. ou recomeçar.... bom seria se conseguíssemos viver 365 dias por ano ao invés de empurrar com a barriga!

    Beijundas ^^

    ResponderExcluir
  3. Recomeçar , renovar sempre é preciso e é bom demais né ^^

    Um ano lindo pra voce flor. bjos

    ResponderExcluir
  4. (re)começar.
    (re)pensar.
    (re)sonhar.
    (re)viver.

    ResponderExcluir

Diga-me você...