segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O amanhecer da alma

01h32m e o único som que ouço é o da minha alma respirando. Depois de muito lamentar, muito pedir, muito amar e doer, ela respira como quem pede banho quente após despir-se toda e ainda assim não sentir o essencial. Pede banho quente e roupas novas e cama nova e sonhos novos. Pede olhares verdadeiros, sorrisos inteiros e o aconchego da paz.
Tem jeito de quem muito amou, muito se doou e se doeu e acabou por sucumbir a própria vida, os próprios sonhos, o próprio sorriso. Tem jeito de quem, agora, não abre mão de ser feliz.
Agradece antes de adormecer por todos os sentimentos que fora capaz de absorver e suportar. Faz prece e pede para amanhecer nova, com brilho no olhar, com sorriso acolhedor e pede para que ainda saiba falar de amor.

17 comentários:

  1. Tenho uma alma assim também, que amou, se doou e se doeu. Agora quer viver um dia de cada vez, se não meio dia de cada vez. :)

    Ótima semana pra ti, kiss sweet flower.

    http://amar-go.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. E mais uma vez me sinto aí, descrita em tuas palvras! É exatamente assim que tenho me sentido ultimamente. E de uma forma muito estranha me senti feliz ao ler isso.
    Como sempre, texto belíssimo!
    Beijos*:

    ResponderExcluir
  3. Apesar de tão lamentável as suas palavras, seu texto fico lindo. Tão suave...
    Eu já pedi por esse amanhecer, mas não consegui do jeito que disseste...
    Adorei! Beijo :*

    ResponderExcluir
  4. eu to caminhando devagar. não é tão simples pra quem sente, nunca é. e ler essas tuas coisas tem me feito bem. minha alma que parar de perder o ar e respirar tranquila. quer voltar a sorrir. e vai.

    ResponderExcluir
  5. E de repente... não mais que de repente...
    de forma inexplicável, quase insustentável a alma amanhece. E na alvorada de si mesma resplandece.

    Fraterno Abraço!
    Beijo terno!

    ResponderExcluir
  6. E lamentar por sorrisos. Dias doces, tão doces quanto as suas palavras de leveza, mesmo com toda melancolia. Um abraço, Ana.

    ResponderExcluir
  7. "Tem jeito de quem, agora, não abre mão de ser feliz."

    Assim seja... Te quero sempre feliz.

    ResponderExcluir
  8. E pedimos que haja o novo todo dia, renovo os sonhos...

    ResponderExcluir
  9. "Pede olhares verdadeiros, sorrisos inteiros e o aconchego da paz." Lindo, lindo! Seus textos sempre me abrem um sorriso.

    ResponderExcluir
  10. É aí que vemos o quanto são capazes de superar as coisas ou viver com elas, e mesmo assim conseguir ter um novo dia, com novos sonhos.

    Um bom domingo!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. "Agradece antes de adormecer por todos os sentimentos que fora capaz de absorver e suportar. Faz prece e pede para amanhecer nova, com brilho no olhar, com sorriso acolhedor e pede para que ainda saiba falar de amor."
    Perfeito! É exatamente assim, que a minha alma também se comporta.

    Gostei do texto!
    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Nossa preciosa alma de cada dia, um dia após o outro, aguentando e solucionando tudo!

    ResponderExcluir
  13. As almas mais bonitas são as que mais sofrem. Mas também são as que mais amanhecem.

    ResponderExcluir
  14. Amanhecer nova. É disso que preciso.

    ResponderExcluir
  15. Minha alma também é assim, ja amou, ja doeu.
    Mas com o tempo a gente aprende a superar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Sou um admirador declarado de seus lúcidos fechamentos: «Faz prece e pede para amanhecer nova, com brilho no olhar, com sorriso acolhedor e pede para que ainda saiba falar de amor.» Mesmo depois das contigências, tem a firmeza em continuar positiva para com as coisas bonitas, e a mais bela, nomeadamente, o amor...

    ResponderExcluir

Diga-me você...