sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Pra começar...


Doeu saber. Dor fina, quieta, paralisada. Nada de grandes manifestações. Você falava, falava e desfazia-se em lágrimas. Meu coração apertou-se em te ver daquele jeito. Uma força aqui dentro me impulsionava para teus braços e tuas lágrimas salgadas caiam no teu rosto e fugiam pra meus lábios. Minha cabeça parou por um momento, fixando em algo à que meu coração queria fugir. E fugiu e vagou e andou e correu e voltou e parou e te amou. Te ama. Tuas lágrimas não paravam e meu orgulho me segurava. Bastou o conselho de alguém sábia e vivida, que disse, vivam. E eu quis tanto quanto você. Meus braços não mais hesitaram em ter-te. Em dizer aquilo que é apenas mensurável perto do que sinto por você: te amo. E disse, com mais bravura, sede, mais amor do que nunca. Os meus lábios, que, antes paralisados, desejaram-te com tanta sinceridade.

"I wanna know what love is, I want you to show me.
I wanna feel what love is, I know you can show me.
I've got nowhere left to hide, It looks like love's finally found me."

8 comentários:

  1. Eu te amo, no fundo, acaba comportando todas as palavras existentes nos dicionários, para explicar numa fração de segundos, um sentimento. Por isso o cuidado ao pronunciá-lo

    =***

    ResponderExcluir
  2. Nara,
    Agradeço-lhe a visita e comentário no nas horas e horas e meias .
    Ótimo fim de semana.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Muitas vezes dói saber de muitas coisas. Mas nem toda dor é ruim.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. E tomara que tenha acabado tudo bem... Ou que não tenha acabado!

    ResponderExcluir
  5. o homem criou a cerveja, o amigo e o cigarro pra isso. e funciona

    ResponderExcluir
  6. às vezes um te amo não é tudo.

    ResponderExcluir
  7. Todo começo doi.
    Não diferente do fim.

    ResponderExcluir
  8. Nem a mim, tão cética, você não conseguiu contagiar com esse texto.
    E acredite, por um instante eu me rendi a " I want to know what love is".
    Mas como disseram a cima, espero no minimo que acabe bem..

    Obrigada pelo comentário
    Beijos

    ResponderExcluir

Diga-me você...